Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   
<
Home  
Umbigo  
Portfólio  
Na mídia  
Gifting
Umbigo News  
Contato  
 
 
 
imagem
 
   
   
 



«voltar

Compre aqui >>


Quem dá mais?

==

                     

 

 

Quem dá mais?

 

“O que você receber é o que você deve dar E apenas disso que você vai precisar”

 

> POR MARINA PECHLIVANIS

 

O mundo dos negócios está familiarizado com a sustentabilidade, que propõe a harmonia entre economia, ecologia e sociedade. Mas tem muito a aprender quando o assunto são as doações pessoais de tempo e de recursos, que movimentam bilhões pelo planeta e que estão fazendo a diferença na busca por um modelo de sociedade mais equilibrado e responsável, para que todos possam, de acordo com sua realidade cultural, viver melhor.

 

Cada empresa tem seus funcionários, que além de pessoas jurídicas são pessoas físicas. E cada uma também tem consumidores e stakeholderes, que além de números no balanço do final do ano são seres humanos que podem ser preparados e estimulados, em suas finanças pessoais, emocionais e

espirituais, a saber doar.

 

Ditado Maori

 

Longe de ser algo informal, que acontece nos bastidores do mercado, este fenômeno tem planejamento, mapeamento, propostas e indexadores como o

World Giving Index. Desde 2005, a Charities Aid Foundation (CAF). entidade do Reino Unido com escritórios em todos os continentes, prepara um estudo global com todas as tendências no segmento caridade. A base de dados é do instituto de pesquisa Gallup, integrado a World Poll Initiative. O objetivo é entender o fluxo das doações para motivar a sociedade a doar mais e, assim, transformar Vidas ao redor do mundo. A metodologia, aplicada em 135 países. organiza uma pontuação com base nas perguntas: “doa dinheiro para Caridade”, “é voluntário em alguma organização?” e “ajuda desconhecidos necessitados?”. Considerando uma media de 1000 entrevistas por país, pessoalmente ou por telefone,

a pesquisa somou 155.000 respostas.

Os resultados são interessantes e demonstram a maturidade de alguns países em fazer a diferença ajudando quem está em necessidades, mesmo a realidade da população não seja a de pleno conforto na saúde, na economia e na educação.

Apesar de indicadores globais demonstrarem quedas percentuais na economia global de 4.0 para 32% entre 2011 C 2012, a porcentagem de doações cresceu no mesmo período.

Em 2012, o número de pessoas que ajudaram desconhecidos necessitados aumentou 200 milhões, mais que o dobro do crescimento comparado com as pessoas que doaram dinheiro ou fizeram voluntariado. Os patamares gerais de 2012 foram abaixo do conquistado em 2008 e a intenção é a de que cada vez

mais esta forma de economia se transforme em uma tendência sustentável e viável.

 

Os Estados Unidos lideram como a nação mais generosa do mundo, posto que foi da Austrália em 2012. No TOP 5 de quantidade de pessoas fazendo doações em dinheiro, Índia, EUA, China, Indonésia, Paquistão. De ajuda a desconhecidos, China, Índia, EUA, Indonésia e Brasil. E no de voluntariado, Índia, EUA, Indonésia, China e Nigéria.

 

Entre as tendências, 0 aumento do voluntariado registrado entre jovens de 15 a 24 anos.

 

Segundo a Giving USA Foundation, em estudo de 2013, o Brasil ocupa a 91" colocação no ranking mundial de solidariedade.

 

Apesar da imagem estereotipada de povo receptivo e solicito, não foi este o resultado demonstrado na pesquisa Retrato da Doação no Brasil (Fevereiro 2014), promovida pelo IDlS (Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social) e pela Ipsos Public Affairs para entender o perfil do brasileiro quanto a caridade e doações. A análise* das entrevistas em 70 cidades pelo país demonstrou que o hábito de doar tempo ou recursos não faz parte da realidade dos brasileiros, e o aumento da renda média não está associado ao aumento de doações. Na divisão do dinheiro, 30% vai para pedintes de rua, 30°/n para igrejas e l4°/o para ONGs. Entre as causas, 33% para crianças, 18% para idosos, 17% para a saúde e 7% para a educação. Quem não doa 'afirma não ter dinheiro (58”/o), não ter sido solicitado para tal (18%) ou não confiar nas organizações (12%). Outro complicador é que 85°/o das pessoas desconhecem os mecanismos de doação com dedução de imposto de renda, o que desmotiva na hora de

ajudar formalmente alguma instituição. Considerando este diagnóstico, o país tem muito a crescer na cultura de saber pedir e saber doar.

As pessoas ficam na dúvida e acabam por não ajudar, desconfiando tanto da causa como de quem está pedindo por ela. Urna reportagem publicada no Caderno são Paulo da Folha de S. Paulo (2 a 8 de fevereiro/20l4) registrou a experiência de um repórter em busca de doação para verificar a receptividade das pessoas nas ruas de São Paulo. Entre ajudar o Greenpeace, o lWedicos sem Fronteiras, os hare krishna e comprar livros de poesia,

 

"Doar. neste contexto. é transferir para alguém um dom. uma dádiva. um bem. sem esperar nada em troca. Pode ser dinheiro, roupa, um pouco de alimento ou um pouco do seu tempo, algo que trará benefícios como reconhecimento. valorização, felicidade e dignidade para quem precisa de ajuda"

 

este último venceu em disparada. Pode ser uma boa dica de como funciona o processo que leva alguém a doar para o outro. Doar, neste contexto, e transferir para alguém um dom, uma dádiva, um bem, sem esperar nada em troca. Pode ser dinheiro, roupa, um pouco de alimento ou um pouco do seu tempo, algo que trará benefícios como reconhecimento, valorização, felicidade e dignidade para quem precisa de ajuda. Hoje e o outro; e se amanhã for com você?

 

Para quem precisa de motivação, há diversos estudos que comprovam que doar faz bem para quem recebe e para quem dá. Ajudar o outro estimula o brain reward system, um sistema de recompensas que  ativado no cérebro em situações de prazer como comer chocolate, e em situações de conforto emocional como o apego social em vínculos de longo prazo.

 

Isso diminui o stress, melhora o funcionamento do sistema nervoso e do coração e aumenta a expectativa de vida. O altruísmo traz realização e

satisfação de algo feito por prazer e não por obrigação.

 

Se você esta na dúvida quanto a este tipo de investimento, pode apostar: o balanço será positivo. E um negócio e tanto, que pode colocar o Brasil em um ranking admirável de conduta ética, sem contar o bem que pode fazer para quem precisa.

E para você também.

Beba-me, disse a garrafa. - Promoview
Os códigos por trás das barras - PromoBlog
Dr. Sustentável, o super-herói do nosso tempo - UnoMarketing
Não é a mamãe... - Revista Marketing
Cada um dá aquilo que tem - Revista Marketing
Cada um dá o que tem - Revista Marketing
Apps: samples ou gifts? - Mundo do Marketing
Sede de Gifting - Promoview
Ciberspaço e cibergifting - Promoview.com.br
Acumuladores de pontos - Revista Marketing
-
Palha de aço na cabeça - Promoview
O melhor da feira - Mundo do Marketing
Feira de design de Milão: Dádivas de Marca - Mundo do Marketing

 

 

 

 

«voltar «anterior
Palestra Gifting
Entre em contato >>


Destaques
 • Quem dá mais?
 • Feira de design de Milão: Dádivas de Marca
 • O DINHEIRO DO CIGARRO
 • O GOLPE DO “ANONYMOUS CLIENT”
 • Ensaio sobre o futuro

 


Arquivos
 • 2014
    Abril (2)
    Fevereiro (1)
 • 2013
    Dezembro (2)
    Setembro (2)
    Julho (2)
    Abril (3)
    Março (1)
    Fevereiro (2)
    Janeiro (1)
 • 2012
    Dezembro (3)
    Outubro (3)
    Setembro (1)
    Agosto (4)
    Julho (3)
    Maio (3)
    Abril (2)
    Março (4)
    Fevereiro (2)
    Janeiro (1)
 • 2011
    Dezembro (4)
    Novembro (3)
    Outubro (2)
    Setembro (3)
    Agosto (3)
    Julho (2)
    Junho (2)
    Maio (3)
    Abril (3)
    Março (2)
    Fevereiro (3)
    Janeiro (2)
 • 2010
    Dezembro (2)
    Novembro (3)
    Outubro (3)
    Setembro (3)
    Agosto (2)
    Julho (3)
    Junho (6)
    Maio (3)
    Abril (4)
    Março (4)
    Fevereiro (4)
    Janeiro (2)
 • 2009
    Dezembro (3)
    Novembro (2)
    Outubro (3)
    Agosto (3)
    Julho (2)
    Junho (3)
    Maio (2)
    Abril (1)
    Março (2)
    Fevereiro (1)
    Janeiro (2)
 • 2008
    Dezembro (2)
    Novembro (2)
    Outubro (2)
    Junho (1)

 

 

Home   |    Umbigo   |    Portfólio   |    Na Mídia   |    Gifting   |    Umbigo News   |    Contato